Desparasitação

 
Parasitas? NÃO!

Parasitas? NÃO!

2023-09-07

O que é um parasita?

É um ser vivo que habita, durante um período de tempo, no interior ou exterior de um outro ser vivo de espécie diferente designado de hospedeiro.
O parasita, por sua vez, permanece vivo no corpo do hospedeiro (ex: cão) alimentando-se dos seus tecidos e reproduzindo-se a velocidades vertiginosas. Os parasitas são divididos em dois grupos: parasitas internos (endoparasitas) e parasitas externos (ectoparasitas).
As pulgas e as carraças são parasitas externos e surgem normalmente no meio ambiente com maior frequência nos meses mais quentes.
A desparasitação é fundamental.
Para evitar os problemas já descritos é importante que desparasite de forma preventiva todos os animais que tem em casa de forma simultânea. É essencial que o faça com regularidade.

Alguns sinais indicadores de que o cão ou gato tem parasitas

Se encontrar um parasita (pulga ou carraça) na cama, tapetes ou no chão da casa, é muito provável que não seja um caso isolado. Inspecione rapidamente o animal.
Após a picada de um parasita o animal pode apresentar febre durante algumas horas ou até dias. Este sinal pode ser acompanhado de fraqueza, falta de apetite, tremores e respiração anormal.
Se um parasita está impregnado no corpo faz com que o animal se tente morder compulsivamente. Esteja atento a este comportamento.
Se o animal sacudir a cabeça com frequência analise a possibilidade de existirem pulgas na região do pescoço ou carraças junto aos canais auditivos.

                                      parasita no cão

A desparasitação em cães e gatos

A desparasitação consiste na eliminação de parasitas que sobrevivem no organismo do cão ou do gato e que podem afetar o seu desenvolvimento, e é importante para que os animais vivam saudáveis.  Desta forma, evita-se que parasitas como pulgas e carraças se alojem nos animais e garante-se que aqueles que coabitam com os “patudos” tenham também menos probabilidade de contactar com parasitas e, consequentemente, possam ficar doentes.

Os cães e gatos podem ser infestados com vários tipos de parasitas: os externos, geralmente pulgas, carraças, ácaros e piolhos, e os internos, que se alojam, essencialmente, no tubo digestivo. A desparasitação é um dos cuidados básicos de saúde animal necessários para a manutenção do seu bem-estar.

Quando devo desparasitar o meu animal de estimação?

Alguns dos sintomas que podem indicar que o seu animal de estimação tem parasitas poderão ser os seguintes:
    • Perda de peso.
    • Alteração na pelagem.
    • Tristeza.
    • Alterações no apetite.
    • Comportamentos anormais: em alguns tipos de parasitas arrastam o rabo, com outros coçam-se e mordem-se incessantemente, etc..

                                   cão a coçar-se

É obrigatório desparasitar o seu animal de estimação?

Nenhuma desparasitação é obrigatória por lei, mas trata-se de uma medida preventiva que é necessário realizar periodicamente para manter a boa saúde dos seus animais de estimação.

Por que é importante ter um protocolo de desparasitação para o seu animal de estimação?

Os parasitas são seres vivos que vivem noutro organismo (hospedeiro), enfraquecendo-o e prejudicando a sua qualidade de vida. Na maior parte dos casos, estes organismos são transmissíveis, pelo que também podem piorar a saúde dos outros coabitantes da casa, mesmo a das pessoas além de outros animais. Para tal é muito importante levar a cabo a desparasitação do seu animal de estimação no veterinário - plano de desparasitação de cão e plano de desparasitação de gato.

O que acontece se não desparasitar o meu animal de estimação?

Os parasitas podem provocar doenças muito diversas no seu animal de companhia, podendo afetar diferentes órgãos em função do tipo de parasita: a dirofilariose ou parasita do coração afeta a sua função cardíaca, a leishmaniose tem um impacto sistémico multi-órgão (principalmente pele, articulações, rins…), etc. Além disso, a presença destes parasitas pode originar uma diminuição das defesas que facilite a co-infeção com outros organismos, como vírus ou bactérias, agravando a situação. 

O meu cão/gato tem parasitas. Pode contagiar-me?

Sim. Quando desparasita o seu animal de estimação, não só o está a proteger a ele, como também a si mesmo. As doenças que transmitem os parasitas aos seres humanos através dos animais de estimação são conhecidas como zoonose e existem diferentes tipos. 

Quanto tempo demora a fazer efeito o comprimido de desparasitação?

As substâncias ativas dos comprimidos fazem efeito poucas horas depois de serem administrados, pelo que se houver algum parasita, será expulso no mesmo dia.

                                        pipeta desparasitação cão

Os medicamentos e comprimidos para desparasitar necessitam de prescrição veterinária?

Sim. Praticamente todos os produtos de desparasitação interna (comprimidos) necessitam de prescrição veterinária e alguns de desparasitação externa (pipetas e coleiras) também. É imprescindível dirigir-se ao veterinário para que lhe possa prescrever os produtos de desparasitação mais adequados para o seu animal ou animais de estimação.

Como prevenir o aparecimento dos parasitas?

A melhor forma de prevenção é, sem dúvida, através da desparasitação. Há ainda cuidados essenciais que os tutores podem ter para facilitar o controle dos parasitas, como aspirar com regularidade a casa e o carro e lavar a cama/caixa de areia dos patudos. Mas é também importante utilizar desparasitantes indicados nas zonas mais difíceis de limpar como esquinas, rodapés ou atrás de móveis.

A não esquecer:

Não ignore a desparasitação do seu animal. O veterinário, melhor que ninguém, sabe o que deve ser feito para o aconselhar e evitar infestações por parasitas internos e externos.

Ter animais de estimação pressupõe mais alguns cuidados, sendo um dos mais importantes assegurar a sua higiene.

Em caso de dúvida, contacte a nossa equipa médico-veterinária.

                                        banner marcação consulta