Marcações e serviços urgentes 24h 365 dias

Os perigos da Carraça ao seu cão ou gato

 
Os perigos da Carraça ao seu cão ou gato

Os perigos da Carraça ao seu cão ou gato

2019-03-15

As carraças são um dos parasitas externos mais conhecidos, no entanto ainda surgem algumas dúvidas sobre quais as doenças que podem ser transmitidas; a real importância de protegermos os nossos animais delas; e como o fazer.

Este parasita pode transmitir doenças fatais ou crónicas ao seu cão ou gato. 

A mais comum é a Babesiose (comunmente apelidada de Febre da Carraça). Quando a carraça se está a alimentar do sangue do nosso companheiro, transmite-lhe um pequeno parasita que vai destruindo os glóbulos vermelhos do sangue. O animal vai ficando mais triste, poderá apresentar febre alta; fica mais abatido e sem força; e pode perder sangue pela urina.

Outra das patologias é a Erliquiose, que também provoca abatimento; febre, vómitos; anemia e perda de apetite.

Qualquer uma destas doenças deve ser diagnosticada o quanto antes de modo a evitar a sua evolução. Para ocorrer a transmissão de doenças é apenas necessário que a carraça permaneça no hospedeiro fixada cerca de 12 a 24 horas.

Apesar de existirem vacinas para algumas doenças transmitidas por este parasita, o ideal é sempre fazer a prevenção e proteger o seu companheiro através do uso de desparasitantes externos tópicos (pipetas ou coleiras) ou orais (comprimidos). Estes produtos têm um efeito repelente e/ou acaricida (elimina as carraças).

Devemos, ainda, ter em conta que a altura de maior propensão da existência de carraças, em Portugal, decorre entre os meses de Março e Setembro.

Em caso de dúvidas, contacte-nos!