Crescimento anormal dos dentes do coelho

 
Crescimento anormal dos dentes do coelho

Crescimento anormal dos dentes do coelho

2022-06-21

Uma das principais doenças que costumam aparecer nos coelhos domésticos é o sobrecrescimento dental.

Na natureza estes animais desgastam o?s seus dentes mastigando plantas fibrosas continuamente. Ao contrário dos coelhos selvagens, é comum que os coelhos domésticos tenham um excessivo crescimento dos incisivos, molares ou pré-molares devido à falta de ingestão de feno e forragem. Os dentes destes animais crescem de forma contínua, e se não forem desgastados podem crescer mais do que o suposto e provocar sérios problemas para o nosso animal de estimação.

Causas

Estas são as principais causas que originam esta doença:

Falta de feno ou forragem na dieta: é a causa mais comum e habitual. Muitos coelhos são alimentados exclusivamente à base de rações granuladas industriais e fáceis de mastigar.
Genéticas: alguns coelhos nascem com algumas mal-formações de origem genética. São animais que apresentam tamanhos diferentes na mandíbula e no maxilar, provocando uma má oclusão da boca.
Traumas ou pancadas: pancadas na boca do animal podem fazer com que o dente cresça numa posição incorreta, originando uma má oclusão bucal.


Sintomas

Estes são os sintomas mais comuns que se podem observar em coelhos com este problema:

Anorexia e perda de peso: o animal sente dor ao roçar com o dente de cada vez que tenta comer. Pode ter incapacidade física para mastigar devido à posição dos dentes. Inclusivamente é incapaz de pegar o alimento com a boca.
Dentes desalinhados: provocam danos e feridas nas gengivas ou nos lábios. A má oclusão dos incisivos é a mais comum e mais fácil de detectar por parte dos proprietários, o mesmo não acontece com os molares e pré-molares.

Tratamento

Leve o seu animal ao veterinário para que em primeiro lugar explore o seu estado de saúde. Aparar os dentes usando uma broca dentária de alta velocidade é o tratamento mais comum, e também é rápido e indolor. O único inconveniente é que precisa ser feito a cada seis semanas durante toda a vida e em alguns casos, o animal precisa de ser sedado.

Prevenção

A principal medida preventiva para evitar o aparecimento desta doença é proporcionar uma alimentação completa e equilibrada.

Além do concentrado, deve dar-lhe forragens para que mastigue (feno, alfalfa, ervas de campo, etc) e pedras minerais para roer. Também é conveniente observar os dentes de vez em quando e evitar assim surpresas desagradáveis.

                                banner marcação consulta